Elaborar um plano de negócio é peça-chave para garantir que a ideia saia do papel e se transforme em realidade. Cinco questões básicas devem ser levadas em conta. Veja quais são elas!

Você teve aquela ideia brilhante e deseja que sua futura empresa deslanche no mercado. Porém, antes de investir no negócio é fundamental saber quanto de recurso deverá captar para abrir as portas.

Por isso, responder a cinco questões colabora para estruturar o plano de negócio e mostrar que você tem conhecimento do mercado que vai atuar. O consultor do Sebrae São Paulo, Marcelo Sinelli, aponta quais são as questões que não podem faltar ao montar o plano de negócio da sua academia ou estúdio.

1- Os números são reais?

O consultor do Sebrae Marcelo Sinelli ressalta que deve-se trabalhar com fatos reais. Por isso, não queira impressionar ao colocar números mirabolantes no plano de negócio. Afinal, isso dará uma falsa ideia sobre o negócio.

2- O que você sabe sobre o mercado?

O plano de negócio serve para norteá-lo. Por isso, pesquise dados sobre o mercado de atuação; saiba quantos concorrentes terá; quem são eles; como eles trabalham; identifique se eles têm diferenciais. Procure órgãos oficiais ou associações de classe do setor para obter informações consistes, alerta Sinelli.

3- Quanto você precisa investir no negócio?

Depois de conhecer a situação atual do mercado, chegou o momento de fazer os cálculos para saber quanto terá que investir para abrir a empresa. Procure fornecedores, viste locai para sediar a empresa, entre outras informações relevantes para seu ramo de atuação.

4- Quais são seus pontes fracos?

Lembrar dos pontos fortes é fácil, mas você sabe realmente quais são os pontos fracos do negócio? Identifique possíveis problemas negativos tanto em relação ao ramo de atividade quanto pessoal. A falta de experiência pode ser um limitador, portanto, capacite-se e busque conhecimento, afirma o consultor do Sebrae.

5- Qual é o seu diferencial?

Se você não sabe responder a essa pergunta, é hora de repensar o seu negócio. Não queira ser mais um, por isso, pense em soluções que possam agregar valor os seu negócio e se diferencie entre os seus concorrentes.